Recreação x Educação

Recreação x Educação

_DSC9101

Se a brincadeira faz parte das suas aulas de capoeira, provavelmente você já ouviu: “Mas as crianças vão ficar só brincando?”

Esse pensamento faz parte de uma polarização que não deveria existir quando falamos em educação infantil. As pessoas leigas, com seu senso comum, muitas vezes acham que a brincadeira tira o espaço do que deveria ser dedicado ao ensino.

Por isso mesmo é importante que nós, educadores, entendamos qual o papel do lúdico nas nossas aulas de capoeira. A brincadeira é um prêmio para quem se comportar? É uma moeda de troca para chantagear o aluno a participar da aula? É uma ferramenta de ensino?

Afinal, porque você brinca nas suas aulas de capoeira?

Nosso tempo de escola

É interessante ver como nossa relação com os professores influenciava diretamente a forma como nós iríamos nos relacionar com a matéria. O professor mais legal geralmente tinha mais atenção da turma, e esse legal estava justamente ligado a forma com a aula era conduzida! Se o professor fosse um pouco criativo e brincasse, inventasse gincana, jogos, desafios etc. a matéria era compreendida com muito mais facilidade.

A ludicidade faz com que o nosso envolvimento seja naturalmente maior, afinal são informações que além de estimular nossa motricidade e cognição também vão chegar no nosso emocional estabelecendo experiências positivas. Por isso a importância de brincar. É certo que brincando aprendemos melhor.

Ao brincar, a criança assume papéis e aceita as regras próprias da brincadeira, executando, imaginariamente, tarefas para as quais ainda não está apta ou não sente como agradáveis na realidade. “Vygotsky”

Como usar a brincadeira a meu favor?

Para usar a brincadeira a seu favor você precisa ter em mente qual a intenção e objetivo você tem para essa brincadeira.

Se seus alunos brincam na sua aula sem intencionalidade pedagógica, muito provavelmente você é um excelente recreador. Mas se você, ao levar para os alunos uma brincadeira, têm intenção de ensinar algo, você é um educador. A brincadeira deve ser a ferramenta para engajar as crianças ao conhecimento. É muito mais fácil aprender um golpe brincando do que em uma fila um atrás do outro, ainda mais na educação infantil.

71585438_10214627771909843_3680840247446339584_o

Você não precisa dividir a sua aula em tempo de brincar e tempo de treinar, experimente treinar brincando. A diversão é um pré-requisito das minhas aulas e das aulas da minha equipe, aprendemos isso na metodologia brincadeira de angola ( www.capoeiraibce.com ), é possível ensinar a qualquer pessoa em qualquer condição através de jogos e brincadeiras.

Se você quer saber como eu invento, crio e organizo minhas brincadeiras me deixa saber. Escreve aqui nos comentários ou manda mensagem nesse botão flutuante aqui do site para a gente continuar jogando nessa roda virtual. Grande abraço!

Recommended Posts

Comments

  1. Avatar for Lucas Buda Omri Breda disse:

    Maravilhoso! Lucas sempre lúcido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *