O que a indisciplina quer dizer?

O que a indisciplina quer dizer?

O que a indisciplina quer nos dizer? Como identificar as necessidades de uma criança sem que ela expresse isso de forma oral? O texto de hoje vai nos ajudar a entender como a indisciplina pode nos ajudar a melhorar a qualidade das nossas aulas em capoeira infantil.

Aprendendo a se comunicar com as crianças

As crianças quanto mais novas menor a capacidade de se fazer entender através da linguagem. Um bebê não consegue dizer verbalizando que está com fome, dor ou sono, ele usa o choro como forma de comunicação. As crianças vão crescendo e elas vão arrumando outras formas de nos dizer sobre seus sentimentos e desejos e enquanto professores e professoras nós precisamos estar atentos a esses sinais, aliás os sinais são a forma pela qual os bebês e crianças menores se comunicam.

Se você tem um pouquinho de experiência em algum momento já se deparou com a seguinte situação:

Você antes de sair de casa já sabia o que iria ensinar na aula de hoje, você pensou a ordem das brincadeiras e chegou mais cedo para se preparar, quando a aula começa você pede para os alunos sentarem e eles ficam correndo pelo espaço, você tenta montar o circuito motor na educação infantil enquanto pede para um aluno sentar, outro aluno sai do lugar e desarruma o que você havia arrumado para o circuito, não passou nem 10 minutos de aula e você sente que nada do que você planejou vai acontecer. O que você faria nessa situação?

Indisciplina pode ser um sinal de que sua aula não está divertida o suficiente. É mais legal empurrar o colega na fila e ver a reação dele ou dela do que esperar um tempão para realizar segundos de exercício.

Não se apegue ao barco afundando…

Se tudo está dando errado, e a bagunça está generalizada mude o planejamento, não se apegue a ele, pode ser que em outro momento ele vá dar certo, mas tenha sempre em mãos o que na metodologia brincadeira de angola nós chamamos de fórmula mágica. A fórmula mágica é um repertório de jogos e brincadeiras que sempre dão certo, elas foram testadas e são muito amadas pelas crianças, tenha a sua própria fórmula mágica para resgatar a atenção e o foco dos alunos para a aula. Lembre-se que todo planejamento é flexível.

71585438_10214627771909843_3680840247446339584_o

Gatilhos mentais, tensão x resolução são outras ferramentas que você pode utilizar para ajudar a tornar sua forma de comunicar mais interessante para as crianças, usar as palavras que vão demandar uma resposta ou criar situações em que as crianças estarão sempre na expectativa do que vem a seguir. Dominar e usar com sabedoria essas ferramentas irão fazer você se tornar o que há de mais interessante na escola, na praça, no condomínio ou na academia, as crianças nunca mais vão querer perder uma aula de capoeira por saberem que a aula vai desafiar suas capacidades físicas e cognitivas. Se você quiser saber mais sobre essas ferramentas, comenta aí pra eu saber…

Use materiais de apoio

Quanto mais material de apoio menos o sucesso da aula vai depender exclusivamente do professor ou professora. Use pelúcias, ou brinquedos para ilustrar animais, balão de ar, instrumentos musicais, materiais diversos ajudam a tornar a aula mais divertida porque além do que as crianças ouvem, elas serão estimuladas pelo que estão vendo e pelas texturas que estão sentindo, para aulas dentro de uma perspectiva inclusiva para pessoas com deficiência diversificar os estímulos é ainda mais importante. Coloque magia, dê voz aos personagens, nomes escalafobéticos (esquisitos como essa palavra aí, rs), e não deixe esse material disponível para que não se perca a magia deles.

Espero que essas dicas ajudem você a tornar suas aulas ainda mais legais e divertidas. Nos vemos na volta do mundo. Iêê…

Comments

  1. Parabéns pelo trabalho ficou ótimo

  2. Avatar for Lucas Buda Leandro de Souza Machado : 23 de junho de 2021 at 10:09 pm

    Vou passar a acompanhar mais …
    Para abrir um leque.

  3. […] O que a indisciplina quer dizer? […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.