Capoeira Inclusiva

Capoeira Inclusiva

Os capoeiristas ao longo do últimos 20 anos tem tido uma preocupação maior com relação a inclusão na Capoeira, mas será que temos caminhado de fato para a inclusão nos nossos trabalhos e eventos em Capoeira?

Vale a pena a gente definir o que é inclusão antes de iniciar essa conversa. Inclusão segundo o dicionário de Oxford é o ato ou efeito de incluir. Aqui está nossa primeira lição sobre o assunto, incluir é verbo, portanto é uma ação e toda ação depende de uma intenção. Para que haja Inclusão é necessário intencionalidade, devemos ter a intenção, o desejo e o objetivo de incluir, e isso significa que a preocupação em incluir deve estar presente desde o planejamento das nossas aulas no dia a dia até a realização dos nossos mega eventos em Capoeira.

Uma segunda definição sobre Inclusão que acho bem mais completa é:

“Inclusão é garantir a participação plena e efetiva de toda e qualquer pessoa independente de qualquer condição a atividade que se está sendo realizada.”

Essa é a definição que trabalho quando faço formação de professores de Capoeira na linguagem da inclusão. A capoeira nasceu com potencial gigante para a Inclusão, é essencialmente coletiva, a capoeira é a roda e os valores ali presentes e não tem roda sem o coletivo, a ausência de regras objetivas para o jogo é campo fértil para a criatividade e autonomia. É justamente sobre autonomia que meu trabalho em Capoeira para pessoas com deficiência por exemplo encontra seu principal objetivo, as vitórias não se resumem a aprender golpes, mas está em tudo que facilita a comunicação, interação social e facilita o dia a dia dos meus alunos ao subir e descer uma escada, atravessar a rua com atenção, pegar um ônibus sozinho e aí as possibilidades são infinitas.

A Capoeira deve atuar como meio, como ferramenta para a expansão de toda e qualquer potencialidade, não que o movimento, o golpe seja menos importante, muito pelo contrário, o movimento técnico, o manuseio e o toque dos instrumentos é muito importante, porém não é o mais importante, como diz a música do Mestre Toni Vargas:

O que é mais importante, a natureza ou a Cultura? Sem a mesa o homem come, mas sem comida não segura, camará…

A capoeira para a Inclusão é necessária e urgente nos tempos em que vivemos hoje, com responsabilidade e comprometimento em primeiro acolher as pessoas como elas são, criar ambientes inclusivos e de desenvolvimento de potencialidades, que nossas aulas, rodas e eventos sejam espaços seguros para toda e qualquer pessoa independente de qualquer condição, afinal… As pessoas são bem mais importantes que os fundamentos.

Iê camará…

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *